Motociclismo

Bianchi Prata satisfeito com triunfo numa dura e longa Baja da Hungria

BianchiPrataHiungria215

Pedro Bianchi Prata faz um balanço muito positivo da sua participação na Baja da Hungria. O piloto do Porto foi à prova pontuável para o campeonato do mundo de todo-o-terreno ‘arrancar’ um brilhante triunfo.

Aos comandos de uma Honda CRF 450, Bianchi Prata bem cedo marcou a sua diferença para a concorrência, nomeadamente o polaco Lthosky, que acabaria a mais de 30 minutos do português.

Mas o triunfo foi tudo menos fácil, como faz questão de frisar o Bianchi Prata: “A prova correu muito bem. Foi longa e dura, as especiais estavam bastante estragadas com a passagem dos carros e camiões”.

“A moto esteve espetacular e cada vez mais estou mais adaptado à minha Honda CRF450R. No primeiro dia fizemos duas passagens de 175 km e na segunda passagem choveu muito, o que dificultou muito a minha tarefa. Foi um dia muito cansativo com mais de 13 horas de corrida”, sublinha o piloto portuense.

BianchiPrataHiungria115

“No segundo dia foi tudo mais fácil. Consegui imprimir um ritmo mais elevado e tudo correu na perfeição. Ganhei dois dias com bastante vantagem sobre os meus opositores no campeonato da Europe e neste momento já somo quatro vitórias”, destaca Pedro Bianchi Prata.

O piloto português não esquece que para este êxito muito contribuiu a sua equipa: “A assistência teve um papel super importante todo o fim-de-semana, pois tivemos três reabastecimentos em plena especial. Um muito obrigado para o José Prata, o Paulo Barbosa, o Akos Gazdag e Fausto Mota pela grande ajuda e o grande trabalho que fizeram”.

Pedro Bianchi Prata não ‘dorme sobre os louros’ e já está a caminho da Turquia, onde no próximo fim-de-semana disputa mais uma prova de todo-o-terreno, o Rali Transantanólia.

2Shares

Mais partilhadas da semana

Subir