Desporto

Beto exige “verdade desportiva”

Beto, o ‘team manager’ do Sporting, apontou o dedo ao tempo útil do jogo com o Marítimo, que… não chegou a dois terços do tempo total. “Temos receio que isso piore, o tempo de jogo”, admitiu.

Em declarações citadas pelo clube, o dirigente leonino exigiu “verdade desportiva”, lembrando que na ponta final do campeonato “cada ponto vale ouro”.

“Temos receio que isso piore, o tempo de jogo. É importante meter a mão na consciência, estar alerta para que não volte a acontecer, para que não piorem”, argumentou.

Beto reiterou os números que o Sporting já tinha avançado: diante do Marítimo só foram jogados 56 dos 90 minutos.

“Já foi frisado pelos treinadores que o tempo útil é cada vez menor. Ainda ontem, no caso do nosso jogo na Madeira, foram 56 minutos de tempo útil de jogo, menos de dois terços dos 90 minutos. É uma perda efetiva de tempo de jogo ridícula. Isso só prejudica o espectáculo”, salientou.

“Só queremos a verdade desportiva”, insistiu o dirigente leonino: “Não queremos o Sporting beneficiado, nem prejudicado”.

58Shares

Em destaque

Subir