Desporto

Benfica esgota paciência com arbitragens em jogos do FC Porto e faz exposição à Liga e FPF

O diretor de comunicação do Benfica avançou, nesta segunda-feira, que o clube encarnado irá fazer uma participação à Liga de Clubes e ao Conselho de Arbitragem com queixas ao trabalho dos juízes nos embates dos azuis e brancos. No entender de Luís Bernardo, que fala pelo clube da Luz, o FC Porto “tem sido claramente beneficiado” e as águias temem que se volte a “um passado de triste memória”.

O jogo do FC Porto no Bessa diante do Boavista fez ‘esgotar’ a paciência na Luz e o Benfica vai avançar com queixas à Liga de Clubes e ao Conselho de Arbitragem por, no entender encarnado, os azuis e brancos estarem a ser “claramente” o clube “beneficiado” pelas arbitragens.

À Renascença, Luís Bernardo salienta que há “um conjunto de erros” que têm sido “tão evidentes” e que vão falar “por si só”.

O diretor de comunicação do Benfica teme que campeonato possa “parecer ter já faixas encomendadas para o campeão”.

A documentação será entregue no decorrer desta semana, tanto na Liga de Clubes como no Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol.

Luís Bernardo não tem dúvidas em assumir que o clube nortenho “tem sido claramente beneficiado” e dizem na Luz não compreender a atuação do videoárbitro.

“Não é possível perceber tamanho erro [grande penalidade]. Que o árbitro pudesse não ter visionado dentro de campo, pomos essa possibilidade, agora, o VAR, com os diversos ângulos, é impossível que não tenha visto, aquilo que toda a gente viu”, lamenta Luís Bernardo sobre o penálti que os boavisteiros se queixam de não ter sido assinalado por falta de Brahimi dentro da área, no embate entre Boavista e FC Porto, que os dragões venceram por 1-0.

Quanto às expulsões de Sérgio Conceição e Luís Gonçalves (diretor-geral do FC Porto), o Benfica assume pela voz de Luís Bernardo que existe no FC Porto um “sentimento de impunidade”.

À Renascença, o diretor de comunicação do Benfica, que recorda a invasão ao centro de treinos dos árbitros na Maia e que está a “ter efeitos junto dos agentes desportivos”, refere ainda que Luís Gonçalves “é conhecido por ter feito uma ameaça a um árbitro de que desceria de divisão e ele desceu”.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir