Nas Notícias

Bebidas com açúcar, como refrigerantes, potenciam risco de cancro da próstata em 40 por cento

crianca beberO consumo regular de bebidas com açúcar pode potenciar o risco dos homens desenvolverem cancro da próstata. Segundo um estudo conduzido na Suécia, uma lata de refrigerante de 300 ml por dia agrava o risco em 40 por cento.

Um estudo conduzido na Suécia demonstrou que o consumo regular de bebidas com açúcar, como os populares refrigerantes, pode agravar em 40 por cento o risco dos homens desenvolverem cancro da próstata. “Entre os homens que consomem uma grande quantidade de refrigerantes ou outras bebidas com adição de açúcar, constatamos um risco de cancro da próstata aproximadamente 40 por cento maior”, resumiu a investigadora Isabel Drake, citada pela AFP.

Ao longo de 15 anos, o estudo acompanhou mais de 8000 homens da região de Malmoe, no Sul da Suécia, com idades entre os 45 e os 73 anos. Os sujeitos apontaram todas as bebidas e alimentos, permitindo aos cientistas concluir que os homens que bebiam, em média, uma lata de 300 ml de refrigerante por dia apresentaram uma maior propensão, na ordem dos 40 por cento, para desenvolver cancro da próstata, necessitando de tratamento.

No mesmo estudo, que será publicado na próxima edição do American Journal of Clinical Nutrition, ficou também comprovado que uma dieta rica em arroz e massas  aumentou, em 31 por cento, as possibilidades desse cancro ser numa das formas mais benignas, subindo para 38 por cento no caso dos que punham mais açúcar no café da manhã.

O objetivo da investigação, acrescentou Isabel Drake, é permitir “adaptar as recomendações em termos de comida e bebida para certos grupos de alto risco”. A título de exemplo, estava já referenciado que nos EUA, o país onde se consomem mais refrigerantes, há comunidades migratórias com muito maior incidência de cancro da próstata do que nos países de origem, como acontece com chineses e japoneses.

Em destaque

Subir