Nas Notícias

Bancada do PSD acusa Mário Soares de “incendiar” mercados e de “imprudência”

ar2António Rodrigues, vice-presidente da bancada do PSD, acusou Mário Soares de “incendiar a estabilidade” do país, com afirmações que o social-democrata apelida de “um exagero”. Soares defendeu a rutura com os acordos estabelecidos com a troika, mas o PSD lembra, em declarações à Lusa, que os mercados “precisam de calma”.

O PSD reagiu às polémicas afirmações de Mário Soares, que defendeu uma rutura de Portugal com os acordos estabelecidos com a troika. António Rodrigues revela, à Lusa, que as palavras de Soares são “um exagero” que surge numa altura em que “os mercados precisam de calma”.

Mário Soares está a “incendiar a estabilidade”, de acordo com o vice-presidente da bancada do PSD, sendo que romper o memorando seria negativo para o país. “Os mercados não precisam de quem sustente que se renuncie ao memorando com a troika”, revelou António Rodrigues.

O ‘vice’ da bancada do partido do Governo considera que Soares está a ser “imprudente e a cometer um exagero”, com palavras que poderão “incendiar”.

Mário Soares, antigo Presidente da República e histórico do PS, considera que Seguro deve desvincular-se do acordo rubricado com a troika. O socialista justifica esta posição com o facto de “a austeridade não fazer sentido”. Por outro lado, sustenta Soares, Portugal rubricou aquele acordo num cenário económico que “chegou ao fim”.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir