Motores

Avaria força Paulo Rui Ferreira a paragem em Marrocos

À sexta etapa do Morocco Desert Cgallenge Paulo Rui Ferreira e Jorge Monteiro sofreram um importante revés, já que uma avaria os obrigou a parar.

A Toyota Hilux Overdrive teve um problema que imobilizou a dupla portuguesa durante três horas, depois de um começo de tirada em bom ritmo, ao nível dos melhores.

Foto: AIFA

Caso Paulo Rui Ferreira e o seu navegador não tivessem sofrido o contratempo e certamente continuariam como principais adversários do líder. Assim desceram ao sétimo posto da classificação geral dos automóveis, a 32 minuto do terceiro colocado.

A etapa que ligava Zagora e Merzouga incluía uma especial de 370 quilómetros, que agradou ao piloto de Leiria, antes do percalço sofrido: “Vim para aqui para me divertir e gostei imenso desta etapa. A etapa cruzava três ergs e passámos sem qualquer tipo de problema. Gostei de cada quilómetro que fiz e por isso o balanço é positivo”, revelou o piloto de Leiria que quanto à avaria que o forçou a esperar pela assistência para retomar a corrida apenas destaca que “foi no mesmo sítio do ano passado. É mesmo coincidência”.

Hoje disputa-se entre Merzouga e Bouarfa a sétima e penúltima etapa do MDC 2019. Para a especial cronometrada com 427 km estará reservada uma derradeira passagem nas dunas. Mas definitivamente será uma etapa para os corajosos.

A tirada começa com a travessia das dunas mais altas de Marrocos, no Erg Chebbi seguida por outra seção de dunas no Erg Znaigui. Depois começa a viagem para o norte. Do menu do dia constam ainda as pistas rápidas de Hamada e o planalto Rekkam.

Mais partilhadas da semana

Subir