Cultura

“Avante” para uma festa que quer “valorizar o que se faz em Portugal”

blasted mechanismÉ com o intuito de “valorizar o que se faz em Portugal” que o PCP vai organizar, entre 7 a 9 de setembro, mais uma Festa do Avante. Para tal estão agendados mais de 150 espetáculos, dando também lugar a participações internacionais.

A música tem sido sempre a grande aposta da Festa do Avante, a grande celebração do Partido Comunista Português. Para a edição deste ano, que se realizará entre os dias 7 e 9 de setembro, estão agendados mais de 150 espetáculos, embora a prioridade da organização seja a promoção do produto nacional. “Temos a preocupação de valorizar o que se faz em Portugal”, justificou Ruben de Carvalho, do Comité Central.

Este 36.º encontro da ‘família’ comunista terá como cabeça de cartaz o grupo Blasted Mechanism, mas abre-se a outras sonoridades como o fado, por Ana Moura, ou a música etnográfica, a cargo dos Pauliteiros de Miranda. Sara Moreira, Hélder Moutinho e o já habitual Jorge Palma são outras das maiores figuras a marcar presença.

Sendo uma festa, o “Avante” não se quer limitar à música. A organização promete divulgar outras formas de expressão, como as artes plásticas, o artesanato e a gastronomia. O cinema terá um lugar especial, salientando-se a projeção do premiado filme de João Canijo “Sangue do meu Sangue”.

Em destaque

Subir