Desporto

Autópsia revela que Sala não morreu afogado

O resultado da autópsia feita ao futebolista Emiliano Sala revela que o argentino morreu em consequência de “lesões na cabeça e no corpo” e não por afogamento.

A Sky News e a BBC adiantam que os resultados da perícia ao corpo do jogador foram apresentados por um médico legista no tribunal de Bournemouth, em Inglaterra.

Ao contrário do que chegou a ser avançado por alguma imprensa britânica, a morte de Sala não se deu por afogamento, mas pelo impacto da queda da aeronave no mar.

Sala viajava de Nantes para Cardiff, para se juntar aos colegas de equipa, pelo emblema pelo qual tinha acabado de assinar. O jogador regressou a Nantes para tratar de assuntos relativos à mudança para o País de Gales quando o avião que o transportava acabou por desaparecer dos radares.

Os destroços do Piper PA-46-310P Malibu, que transportava o jogador, transferido por 17 milhões de euros, foram localizados semanas depois por uma equipa de busca privada comandada pela família do jogador argentino e, no dia seguinte, um corpo foi localizado. Impressões digitais acabaram por revelar tratar-se do jogador.

Mais partilhadas da semana

Subir