Desporto

Augusto Inácio evita falar de arbitragens mas manda recado

Após a eliminação do Benfica da Taça da Liga o treinador do Moreirense, Augusto Inácio, surgiu na conferência de imprensa bem disposto e reclama que dois jogadores encarnados deviam ter sido expulsos.

Para o técnico do Moreirense, o segundo golo do seu clube, apontado por Boateng, pode ser considerado irregular mas não hesitou em acusar o Benfica de tentar condicionar a atuação de Tiago Martins.

“Talvez tenhamos sido beneficiados no lance do segundo golo, não vi as imagens mas contaram-me. Não queria falar muito de arbitragem, mas também não posso deixar de dizer o quanto grave foi que dois jogadores do Benfica não tenham sido expulsos.”

Augusto Inácio continuou e defendeu que tanto Pizzi como Samaris deviam ter sido expulsos e só não foram devido à pressão que o banco encarnado fez ao quarto árbitro e ao árbitro assistente.

“O Pizzi e o Samaris têm de ser expulsos, não percebo, não entendo porque não foram expulsos. Ninguém fala das expulsões porquê? Estão a esconder o quê? Não vale tudo para ganhar. Vale como nós ganhámos, com humildade, simplicidade e espírito. Foi uma grande vitória do Moreirense”.

Veja o vídeo:

Em destaque

Subir