Nas Notícias

“Ato de terrorismo sem precedentes”. Bruno de Carvalho foi detido há um ano

Bruno de Carvalho, ex-presidente do Sporting, assinalou hoje o aniversário da detenção, realizada no “local mais seguro e sagrado”: a própria casa.

Há um ano, o ex-dirigente desportivo era detido no âmbito do processo da invasão da Academia de Alcochete, sob a acusação de terrorismo. Um incidente que recordou agora, no Facebook.

Um “vexame” que aconteceu depois do próprio Bruno de Carvalho se ter apresentado “voluntariamente às autoridades”, numa altura em que lhe foi “negada” a audiência que tinha solicitado.

“O vexame de ser detido, de o ser com todos os meus vizinhos a serem testemunhas e com os meus pais, no prédio ao lado, a serem logo confrontados com o sucedido”, reforçou.

Bruno de Carvalho sublinhou ainda “a maior humilhação que um homem honrado pode sofrer”, lembrando que foi detido “na frente da filha”.

“Como de um modelo e ídolo para as nossas filhas passamos, num segundo, para um simples criminoso…”, comentou.

“Foi um ato de terrorismo sem precedentes em Portugal! Foi o culminar de uma campanha de difamação e calúnia sem precedentes em Portugal”, concluiu Bruno de Carvalho.

10Shares

Mais partilhadas da semana

Subir