Tecnologia

Ataques ao Yahoo comprometem mais de 32 milhões de contas

Os ataques dos hackers ao Yahoo, em 2015 e 2016, foram bem mais graves do que se sabia. Em comunicado, a empresa admitiu que mais de 32 milhões de contas ficaram comprometidas.

Para roubarem os dados dos utilizadores dos vários serviços da empresa, os hackers usaram cookies forjados.

Depois dos ataques registados em 2013 e 2014, os incidentes dos últimos dois anos foram bem mais graves do que o inicialmente estimado.

As autoridades acreditam que a mais recente série de ataques terá sido perpetrada pelos mesmos hacks do ataque de 2014.

Segundo a agência norte-americana de segurança e transações financeiras (SEC), a reincidência nos ataques deve-se ao mau comportamento do Yahoo na resposta aos primeiros incidentes.

Da primeira vez que os hacks acederam aos dados, apenas 26 contas terão ficado comprometidas. Porém, ficou aberto o precedente, deixando as falhas de segurança dos servidores bem visíveis.

Assim se justifica, segundo a SEC, o recurso ao método dos cookies forjados nos ataques mais recentes, os quais terão atingido mais de 32 milhões de contas.

Hoje, a CEO do grupo, Marissa Mayer, assumiu a responsabilidade e prometeu “expiar os pecados” com a abdicação do bónus anual e da participação nos lucros.

Esse dinheiro será redistribuído pelos funcionários, que Mayer considerou terem sido prejudicados pela inação dos gestores.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir