Astronomia

Asteróide de tamanho médio é a maior ameaça à Terra desde os anos 90

Um asteróide com 4,53 quilómetros de diâmetro vai passar perto da Terra, na próxima sexta-feira. O Florence será o maior objeto espacial a ‘rasar’ a Terra desde que a NASA começou a monitorizar as potenciais ameaças, nos anos 90 do século passado..

O diâmetro do Florence, considerado de tamanho médio, levou a agência espacial dos EUA a classificar a próxima passagem do asteróide como “potencialmente perigosa”, embora as projeções descartem quase na totalidade o risco de impacto.

O asteróide vai passar a cerca de sete milhões de quilómetros da Terra. Uma distância brutal para a Humanidade, mas um minúsculo intervalo para as dimensões espaciais.

“Já houve muitos asteroides conhecidos a passarem mais perto da Terra do que o Florence, mas estima-se que todos eles fossem mais pequenos”, salientou Paul Chodas, diretor do Centro para o Estudo dos Objetos Próximos da Terra da NASA.

O tamanho deste corpo celeste, cujo nome celebra a enfermeira Florence Nightingale, é tão grande (face aos outros que vão passando perto do nosso planeta) que o Florence poderá ser visto ao longo de várias noites, embora com o recurso a um telescópio.

Este ano,um asteróide passou a 14 mil quilómetros da Terra e só foi descoberto cerca de seis horas antes: só que tinha apenas três metros de diâmetro, pelo que, em caso de colisão, o mais provável era desintegrar-se na atmosfera.


Mais partilhadas da semana

Subir