Astronomia

Asteróide na rota da Terra tem risco mínimo de colisão

A Agência Espacial Italiana (ASI) revelou que o asteróide 2006 QV89, no top 10 dos mais perigosos para a Terra, apresenta um risco de colisão de um para 11 428.

O cálculo causou alguma apreensão, mas rapidamente a ASI tratou de evitar o pânico.

“A probabilidade de impacto é equivalente a sermos atropelados por um comboio se atravessarmos uma linha às cegas, sem poder ver nem ouvir, sabendo que passa um comboio a cada 15 horas”, comparou Ettore Perozzi.

O risco do 2006 QV89, um asteróide de 40 metros, atingir a Terra é de um para 11 428.

A acontecer essa colisão, o asteróide chocará com o planeta às 8h03 (hora portuguesa) do dia 9 de setembro, a uma velocidade de 44 mil quilómetros por hora.

O impacto será semelhante à do asteroide que caiu em Tunguska (Sibéria) em 1908, devastando uma área a rondar os 2000 quilómetros quadrados.

No entanto, só em julho poderá ser efetuado um cálculo mais preciso do efetivo risco de colisão, continuou a ASI.

O 2006 QV89 é o sétimo lugar de uma lista de 816 asteroides potencialmente mais perigosos para a Terra nos próximos cem anos.

Mais partilhadas da semana

Subir