Mundo

As várias tragédias do 11 de setembro: Só muda o ano. Até em Portugal houve uma

Desde 2001 que o mundo associa o dia 11 de setembro a uma tragédia, o atentado terrorista nos EUA. Mas é uma data histórica noutros países, até em Portugal. Em 1985, ocorreu o pior desastre ferroviário da nossa história. E o que dizer do Chile a 11 de setembro de 1973 ou até da Escócia em 1297?

Não esqueçamos, mas deixemos as Torres Gémeas de lado por um momento. Há tragédias históricas em vários 11 de setembro, com diferentes impactos nas sociedades onde ocorreram.

Até em Portugal houve um 11 de setembro! Foi em 1985, data do maior acidente ferroviário da nossa história.

A 11 de setembro de 1985, um comboio internacional com 12 carruagens procurava recuperar o atraso de 18 minutos na ligação entre Porto e Paris. Um comboio regional, com sete carruagens, seguia para Coimbra. Mas a linha era a mesma…

Os dois comboios colidiram junto ao Apeadeiro de Moimenta, em Alcafache. O regional ignorou a ordem para parar, sabendo do atraso do internacional.

O 11 de setembro em Portugal, nesse ano de 1985, matou cerca de 150 pessoas. Mas o 11 de setembro do Chile, em 1973, provocou um número de vítimas que nunca será apurado.

Foi nesse dia que morreu Salvador Allende, o Presidente do Chile. Suicidou-se com a pistola oferecida por Fidel Castro, diz a versão oficial; foi assassinado a mando de Augusto Pinochet, que de seguida instaurou a ditadura, garantiu a uma sobrinha.

E também houve um 11 de setembro na Escócia. Foi em 1297.

Nessa data, o exército inglês avançou para a tomada de Stirling, uma cidade estratégica para a conquista da Escócia. As tropas do famoso William Wallace (lembra-se de Mel Gibson no filme Braveheart?) estavam em fuga e seria uma vitória fácil.

Mas o estratega escocês montou uma emboscada na Ponte de Stirling, aproveitando o afunilamento do exército adversário. Foi mais uma vergonhosa derrota para os ingleses, numa outra tragédia que ficou para a história a… 11 de setembro.

Foi também a 11 de setembro que, entre outras tragédias, nasceu Ferdinand Marcos (1917), o ditador que aterrorizou as Filipinas, e que o poderoso Império Otomano desistiu do cerco a Malta (1565), cuja resistência estóica travou o avanço das forças islâmicas a norte do Mediterrâneo.

Mais partilhadas da semana

Subir