Motores

Armindo Araújo conseguiu “minimizar perdas” no Rali da Madeira

Armindo Araújo e Luís Ramalho foram para o Rali Vinho Madeira determinados a lutar pela vitória, mas vários percalços acabaram por contribuir para que fossem apenas quartos a nível do Campeonato de Portugal de Ralis.

Embora tivesse estado em destaque no começo da prova, impondo-se em duas especiais, a dupla do Team Hyundail Portugal foi vítima de um furo no segundo dia do rali que acabou por condicionar o resultado.

Armindo Araújo brilhou na super especial do Funchal ao ser o mais rápido, conseguindo também ser o melhor do campeonato na terceira classificativa, mas o dia de sábado acabaria por lhe trazer um grande dissabor quando um furo lhe custou três minutos.

Este ponto de viragem acabou por afastar o piloto do Hyundai i20 R5 da discussão das posições cimeiras do rali e de um possível pódio. A prioridade passou a ser terminar e garantir o máximo de pontos de modo a manter a liderança do campeonato, objetivo que acabou por ser conseguido.

“Começámos bem o rali e estávamos a liderar o CPR quando sofremos o furo. Com o tempo perdido sabíamos que dificilmente conseguiríamos chegar ao pódio. Terminámos em quarto e conseguimos minimizar as perdas”, analisou o piloto de Santo Tirso.

Armindo Araújo tem agora o pensamento no que resta da temporada: “Continuamos com uma margem interessante na liderança do campeonato e, a partir de agora, apenas quatro equipas podem conquistar o título e estamos obviamente muito satisfeitos por sermos uma delas e a que mais perto está desse objetivo. Vamos para Amarante motivados para colocar a Hyundai novamente nos primeiros lugares”.

Mais partilhadas da semana

Subir