Motores

Armindo Araújo com “algumas dificuldades com o ‘set-up’” no Rali Vidreiro

Armindo Araújo não conseguiu imiscuir-se na discussão da vitória no Rali Vidreiro Centro de Portugal, acabando a prova na quinta posição.

O resultado obtido no evento do Clube Automóvel do Minho não estava nos planos do Campeão Nacional, mas que ainda o mantém matematicamente na discussão pelo título.

Foto: Ricardo Cachadinha

Foi difícil de perceber do ‘lado de fora’ como Bruno Magalhães conseguia andar no ritmo dos da frente com o outro Hyundai i20 R5 e Armindo Araújo não. Depois, mais tarde, o piloto de Santo Tirso confirmou aquilo que se estava a passar. O acerto do carro não era o ideal.

As constantes mudanças de aderência dos pisos de asfalto das classificativas da zona de Pedrógão e de São Pedro de Moel por si não explicavam tudo no desempenho de Armindo Araújo, que tinha ganho esta prova no ano passado.

“Obviamente que queríamos entrar na luta pela vitória, tal como aconteceu no ano passado, e como demonstramos logo no início deste rali”, referiu o campeão nacional no final da prova.

Armindo sublinhou também: “As condições climatéricas mudaram e infelizmente,tivemos algumas dificuldades com o set-up ao longo de todo o rali, por isso tentámos sobretudo acumular o máximo de pontos possível e deixar tudo em aberto para o Algarve”.

“Sabemos que a nossa missão não será fácil, mas vamos lutar até ao último metro do derradeiro rali”, acrescentou o piloto de Santo Tirso, que parte determinado para inverter a situação na derradeira prova do campeonato, o Rali Casinos do Algarve, também disputado em pisos de asfalto, de 31 de outubro a 2 de novembro.

1Shares

Mais partilhadas da semana

Subir