Motores

Apesar de tudo “valeu a pena” João Barros ir ao Rali Vinho da Madeira

João Barros não conseguiu no Rali Vinho da Madeira obter o resultado que pretendia, mas considera que apesar disso “valeu a pena” participar na prova e regressar ao Campeonato de Portugal de Ralis.

Acompanhado pelo experiente António Costa – que fora navegador do ex-campeão nacional Gustavo Moura – o piloto de Paredes chegou a ‘assinar’ tempos interessantes na primeira etapa, mas acabou por desistir, regressando no dia seguinte para continuar a habituar-se ao andamento de competição após um ano de paragem.

Foto: AIFA

No entanto este regresso de João Barros acabou por lhe permitir readquirir algum ritmo, objetivo que foi plenamente atingido: “Claro que valeu a pena ter ido à Madeira. Este foi para mim o primeiro rali do ano após uma paragem desde setembro do ano passado”.

“Apesar de uma indisposição no primeiro dia do rali, que me obrigou a abandonar, voltei à prova e, apesar de tudo, foi bastante positivo este regresso, pois deu para deitar fora a falta de confiança. Agora só quero preparar bem o Rali de Amarante”, acrescenta o piloto de Paredes.

Mais partilhadas da semana

Subir