Nas Notícias

Anúncio de emprego que “dispensa portugueses” gera revolta e infringe a lei

Uma empresa registada em Cascais, a Cloud Choice, publicou alguns anúncios de emprego polémicos, que geraram revolta e acusações de discriminação. A empresa procurava pessoas “descontraídas e bem-humoradas”. “A preferência é por brasileiras, ou por nacionalidades igualmente alegres”. O problema é o “dispensamos portugueses”.

A Cloud Choice publicou diversos anúncios para contratar, em Portugal, diferentes profissionais (especialista em moda, ator ou atriz, redator, apresentador, especialista em moda, humorista, jornalista, modelo e até um sexólogo).

Um dos requisitos suscitou polémica e acusações de discriminação. “Procuramos pessoas descontraídas e bem-humoradas. A preferência é por BRASILEIRAS ou por nacionalidades igualmente alegres, dispensamos portuguesas”, pode ler-se, segundo cita o Público.

O jornal contactou um dos sócios da empresa, que explicou o teor do anúncio. “As [pessoas]portuguesas em geral são pessoas depressivas, infelizes com a vida”, explicou.

Ora, esta afirmação não ajudou a serenar a revolta. Até porque em causa está um desrespeito pelo Código de Trabalho, que determina qe um trabalhador ou candidato a um emprego tenha “igualdade de tratamento”, no acesso ao emprego.

Diz a lei que nenhum candidato pode ser discriminado em razão de diversas caraterísticas, desde idade, sexo, orientação sexual, identidade de género, origem ou condição social”, entre outros.

Ainda de acordo com o Público, que contactou a Comissão para a Igualdade no Trabalho e no Emprego, a empresa irá ser contactada para receber informação sobre a legislação laboral.

Entretanto, os anúncios terão sido corrigidos. “A preferência é por todas as nacionalidades conhecidas por serem alegres”, pode ler-se.

13Shares

Mais partilhadas da semana

Subir