Nas Notícias

Angélico tem vida por um fio e está em morte cerebral

Angélico está em morte cerebral e tem a vida por um fio. O cantor, ator e modelo está ligado à máquina, que garante o suporte básico de vida. A família decidirá a vida ou a morte de Angélico. Enquanto o cantor luta pela vida, inconsciente, a família tenta encontrar a solução consciente, entre a razão e o coração.

Com prognóstico “muito reservado e ligado a um ventilador de suporte básico de vida”, Angélico está ligado à máquina que permite manter uma réstia de esperança na sua difícil recuperação.

Segundo o Correio da Manhã, a mãe não aceita que se encerre este suporte básico de vida, sendo que a família aguardava a chegada do pai de Angélico, que se encontrava em Angola e já está em Portugal.

As próximas horas serão determinantes. Em morte cerebral, após o brutal acidente de viação que lhe provocou um traumatismo crânio-encefálico grave (entre outras lesões), Angélico tem a vida por um fio. Esse fio que o separa da morte é também a linha de esperança da família.

O cantor, de 28 anos, encontra-se internado no Hospital de Santo António, no Porto, onde foi submetido a uma operação que durou mais de cinco horas. Desde sábado, está em morte cerebral. Nas imediações da unidade de saúde encontra-se um movimento de anónimos e amigos.

A atriz Rita Pereira, ex-namorada de Angélico, foi uma das figuras públicas que visitou o cantor e ator, além da atual namorada, a também atriz Anita Costa. A mãe de Angélico encontra-se no hospital em permanência, junto ao filho.

Angélico esteve envolvido num acidente de viação grave, do qual resultou já uma morte. Seguia sem cinto de segurança. Além da vítima mortal, há outra vítima em estado grave. O único ocupante da viatura que seguia com cinto sofreu apenas ferimentos ligeiros.

Em destaque

Subir