Nas Notícias

Angélico: Pais de amigo morto no acidente exigem indemnização em tribunal

angelico 210angelicoO Tribunal de Aveiro começou hoje a julgar um caso relacionado com o acidente no qual morreu o ator e cantor Angélico. Os pais de Hélio Filipe, morto no mesmo acidente, exigem uma indemnização de 236 mil euros pela “velocidade” a que Angélico conduzia.

O acidente de carro no qual morreram o cantor Angélico e o amigo Hélio Filipe regressou ao tribunal, agora devido a um pedido de indemnização. Os pais de Hélio Filipe exigem 236 mil euros, à mãe de Angélico, por considerarem que o cantor teve responsabilidades devido “à extrema violência do embate do veículo que Angélico conduzia e à velocidade em que seguia”.

A quantia foi considerada “manifestamente exagerada” pelo Fundo de Garantia Automóvel, também visado na ação que hoje teve início no Juízo de Grande Instância Cível de Aveiro. O pedido de indemnização abrange ainda o stand Impocar, onde estava a viatura em que Angélico se despistou, e o anterior proprietário do automóvel.

O acidente, ocorrido na A1 a 25 de junho de 2011, foi provocado pelo “mau estado” dos pneus, que apresentavam “um sulco na banda de rodagem inferior a 1,6 milímetros o que comprometia seriamente a fiabilidade e a segurança do veículo”, de acordo com a mãe do ator e cantor. Já o proprietário do stand alega que o mau estado dos pneus “não é a causa do acidente, mas antes o resultado dele”.

Além da morte de Angélico (que conduzia) e de Hélio Filipe, o acidente provocou ferimentos nos restantes dois passageiros, Armanda Leite e Hugo Pinto. De acordo com os relatórios das autoridades, a viatura seguia a uma velocidade entre os 206 e os 237 quilómetros por hora quando um pneu rebentou.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir