Nas Notícias

ANASP acusa museus de contratação “ilegal” de seguranças em centros de emprego

seguranca_privadaOs museus estão a recrutar desempregados nos centros de emprego, com a finalidade de contratarem os serviços de segurança privada em museus. Em declarações à TSF, o presidente da ANASP, Ricardo Vieira, alerta que esta prática é “ilegal”.

“Nenhum profissional pode exercer de forma liberal. Tem de estar vinculado para exercer a atividade de segurança privada”, alerta Ricardo Vieira, presidente da Associação Nacional de Agentes de Segurança Privada (ANASP), em declarações à TSF.

E esta realidade não está a verificar-se o líder desta associação garante há inúmeros desempregados que são recrutados e acabam por “exercer de forma ilegal a atividade de segurança nos museus”.

A prestação dos serviços de segurança só pode ser levada a cabo “com uma licença de autoproteção”, ou através da apresentação de “um alvará para a prestação dos serviços de segurança privada”.

“Poderá haver um ou dois museus com licença de autoproteção, mas, regra geral, nenhum possui esta licença”, afirma Ricardo Vieira àquele órgão.

Em destaque

Subir