Nas Notícias

Amazon contesta contrato de 10 mil milhões de dólares atribuído à Microsoft

A Amazon anunciou hoje que vai contestar a atribuição por parte do Pentágono de um contrato de armazenamento de dados ‘on-line’ (nuvem) no valor de 10 mil milhões de dólares à Microsoft.

“Muitos aspetos do processo de avaliação do contrato apresentam lacunas evidentes, erros e equívocos. É importante que todas estas questões sejam examinadas e corrigidas”, disse um porta-voz da Amazon.

A divisão da Amazon Web Services domina o setor de armazenamento de dados ‘on-line’ e já fornece servidores seguros a outros organismos governamentais norte-americanos, como a CIA.

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, não tem boas relações com o fundador da Amazon, Jeff Bezos, que também é proprietário do jornal Washington Post, muitas vezes atacado pelo líder norte-americano.

0Shares

Em destaque

Subir