Motores

Álvaro Parente de regresso à McLaren para a estreia do 720S

O bom filho à casa torna. Um ditado que se pode aplicar a Álvaro Parente, que está de regresso à McLaren, para efetuar a estreia do novíssimo 720S GT3 nas 12 Horas do Golfo.

Depois de ter competido em 2017 com um McLaren 650S da K-PAX Racing no Pirelli Wolrd Challenge, o piloto português alinhou este ano com um dos Bentley Continental GT3 da mesma equipa norte-americana.

Agora Parente, que já foi campeão no GT Open e no Pirelli World Challenge, vai voltar a competir com os GT da marca de Woking competindo ainda este ano nas 12 Horas do Golfo.  Na prova, que tem lugar nos Emiratos Árabes Unidos, o piloto do Porto vai estrear o novo McLaren 720S, que vai dividir com o neozelandês Shane Van Gisbergen e com o britânico Ben Barnicoat.

“É uma grande honra receber o convite da McLaren para disputar as 12 Horas do Golfo e, assim, poder estrear o novo carro – o único GT3 da marca que ainda não conheço. Por outro lado, vou poder voltar a fazer equipa com o Shane, com quem ganhei as 12 Horas de Bathurst, e com o Ben, com quem competi no Pirelli World Challenge e no Blancpain GT Series Endurance Cup. Ingredientes mais que suficientes para uma fim-de-semana entusiasmante”, refere Álvaro Parente.

O entusiasmo do piloto português também tem a ver com esta corrida, onde já terminou na terceira posição em 2014, então quando efetuou a estreia do McLaren 650S GT3. Por isso o objetivo para o próximo fim de semana é obter um resultado do mesmo nível.

“A lista de inscritos é forte e vamos realizar a estreia competitiva de um carro, portanto, sabemos que temos uma tarefa árdua pela frente. No entanto, confio nos técnicos da McLaren Costumer Racing e, penso que, com trabalho e determinação poderemos oferecer ao 720S um resultado digno dos seus antecessores”, sublinha o piloto portuense.

Mais partilhadas da semana

Subir