Cultura

Alive regressa ao Passeio Marítimo de Algés a partir de hoje

O Passeio Marítimo de Algés, Oeiras, acolhe, entre hoje e sábado, mais de uma centena de espetáculos, repartidos por sete palcos, na 13.ª edição do festival Alive, cujo cartaz inclui The Cure, Vampire Weekend e The Smashing Pumpkins.

A música ouvir-se-á no recinto pelas 15:00 no pórtico de entrada, onde foi montado um dos palcos. No palco principal, os concertos começam às 18:00 com os portugueses Linda Martini. Depois, atuam os norte-americanos Weezer, os portugueses Ornatos Violeta, que começam em Oeiras uma série de concertos de comemoração dos 20 anos de “O Monstro Precisa de Amigos”, o segundo álbum da banda que se separou em 2002, e os britânicos Mogwai e The Cure.

As estreias em palcos portugueses neste primeiro dia estão agendadas para o palco secundário: Loyle Carner, “o novo prodígio do hip hop britânico” , de acordo com a organização do festival, e Jorja Smith, “um dos nomes mais estimulantes dos últimos tempos do R & B”, também britânica.

Por este palco irão passar ainda os portugueses Y.Azz X B-Mywingz, a dupla britância Honne, a norte-americana Sharon Van Etter, o australiano Xavier Rudd, a sueca Robyn e os britânicos Hot Chip.

O palco Clubbing recebe Funkamente, Jaguar Jaguar, Samm Henshaw, Kojey Radical, Emicida, Stereossauro, que terá como convidados especiais Camané, Chullage e Nerve, e Maribou State.

No Coreto, com curadoria da Arruada, vão atuar apenas artistas portugueses, de vários géneros musicais: Jasmim, Sunflowers, Ricardo Toscano, Solar Corona e Vaarweel.

Hoje, o Fado Café recebe Camané, Tiago Nacarato e a banda Variações, criada no âmbito do filme de tributo a António Variações, e que junta o ator Sérgio Praia aos músicos Duarte Cabaça, David Santos, Vasco Duarte e Armando Teixeira, responsável pela banda sonora da longa-metragem, que chega aos cinemas a 22 de agosto.

No festival há também um palco dedicado ao humor, o Comédia, por onde hoje irão passar Joana Ramos, Roda Bota Fora, Miguel 7 Estacas, Jel, Carlos Coutinho Vilhena e Fernando Rocha.

Hoje, neste palco, que foi transformado numa instalação de arte por Odeith, haverá pintura ao vivo. Uma parede, com cerca de 30 metros, será pintada ao vivo por Odeith e quatro artistas do graffiti, todos portugueses, escolhidos por ele: Rote, Fyre, Vile e Stephan.

No palco montado no pórtico de entrada haverá Nassurra, The Rockets e Ivo.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê temperaturas elevadas para hoje, na região de Lisboa, entre os 23 graus de mínima e os 38 graus de máxima.

A organização aconselha o público a “beber muita água”, “colocar protetor solar” e a usar “óculos de sol e/ou chapéu ou boné”.

As portas do recinto do NOS Alive abrem às 15:00 e a última atuação, dos Hot Chip, está marcada para as 03:00.

A organização aconselha o uso de transportes públicos para chegada e saída do recinto. “Durante a madrugada dos dias do festival a CP vai alargar os horários da Linha de Cascais, através dos comboios especiais que partem de Algés, circulando comboios entre Algés e o Cais Sodré, entre as 02:15 e as 05:15, e entre Algés e Cascais, entre as 02:15 e as 04:30.

Entre as 00:30 e as 05:00 irão circular três carreira do serviço noturno especial da Carris: a J, entre o festival e o Cais Sodre, a K, entre o festival e o Marquês de Pombal, e a L entre o festival e a Estação do Oriente.

Mais partilhadas da semana

Subir