Nacional

“Alguns dos meus melhores amigos são homossexuais”

Cláudio Ramos reacendeu a polémica com André Ventura, acusando o político de o atacar devido à orientação sexual, tese refutada de imediato pelo líder do Chega.

A troca de palavras entre os dois comentadores já vem desde que André Ventura se meteu numa polémica com Carolina Deslandes. O cronista social da SIC defendeu a cantora, dando origem à troca de provocações.

Agora, quando tentava pôr um fim no conflito, Cláudio Ramos acabou por o reacender.

“O que me parece feio, pouco democrático e até estranho é que um político com aspirações parlamentares não aceite uma opinião contrária à sua e a defenda atacando a orientação sexual de quem o contraria”, afirmou.

Contactado pelo PT Jornal, André Ventura negou de imediato servir-se da orientação sexual para atacar alguém.

“Acho que a questão da orientação sexual nem sequer é um tema fraturante na sociedade portuguesa. A esmagadora maioria dos portugueses respeita o direito à orientação sexual diferenciada sem qualquer problema ou restrição”, sustentou.

O político insinuou que, ao invés, foi Cláudio Ramos a aproveitar-se da própria orientação sexual para se vitimizar.

“Aliás, hoje uma grande parte dos problemas deriva precisamente do facto de alguns insistirem em utilizar essa condição para se vitimizarem ou escandalizarem a sociedade”, afirmou.

“Não tenho absolutamente nenhum problema com a homossexualidade, tenho amigos e amigas homossexuais, colaboradores profissionais homossexuais e, por acaso nunca aconteceu, mas era perfeitamente capaz de ir de ferias com um grupo de amigos homossexuais”, insistiu André Ventura.

De acordo com o líder do Chega, “ter opinião tornou-se quase num estigma” já maior do que a questão da orientação sexual.

“Não se pode falar de etnias ou grupos sociais ou étnicos para imediatamente virem dizer que não gostamos deles por esta ou aquela qualidade . Aliás, alguns dos meus melhores amigos são homossexuais…por isso não me venham com as tretas do costume de que estou a atacar o comentador ou o político A ou B por ser homossexual. Da minha parte nunca assistirão a isso”, garantiu André Ventura.

677Shares

Mais partilhadas da semana

Subir