Motociclismo

Alex Rins estreia-se a vencer no MotoGP em Austin e Miguel Oliveira volta a pontuar

Alex Rins alcançou a sua primeira vitória no MotoGP ao impor-se hoje no Grande Prémio das Américas, em Austin (Texas), onde o português Miguel Oliveira foi o 14º classificado.

O espanhol da Suzuki estava longe de figurar entre os , quando muito apontado com candidato a um top cinco, mas depois da queda e consequente abandono do Campeão do Mundo Marc Marquez, a discussão pela vitória ficou em aberto.

Marquez saiu da ‘pole position’ e liderou o primeiro terço da corrida, mas depois sofreu uma queda que promoveu Valentino Rossi à primeira posição. O espanhol da Honda abandonaria pouco depois, centrando as atenções no italiano da Yamaha e no seu mais direto perseguidor; Alex Rins.

A pressão do piloto da Suzuki ao ‘Doutor’ tornou-se cada vez mais evidente, e Rins acabaria por ser bem sucedido. Numa primeira tentativa cometeu um erro logo a seguir que Rossi aproveitou, mas o italiano também cometeu um erro e assim o espanhol passou novamente para o comando, desta vez para não mais o perder, rumando ao seu primeiro triunfo de sempre na categoria ‘rainha’ do motociclismo mundial, onde realizou apenas o seu 34º Grande Prémio.

Rossi ainda tentou uma aproximação ao piloto da Suzuki # 42, mas estava atentou e não permitiu qualquer veleidade e cortou a meta do Circuito das Américas na primeira posição, seguido pelo homem da Yamaha # 46.

Ao último lugar do pódio acabou por subir o australiano Jack Miller, aos comandos da Ducati da equipa Pramac, depois de Cal Cutchlow ter ficado pelo caminho, como aliás também ficou Jorge Lorenzo na segunda Honda oficial, numa pista que parecia talhada para as motos da marca japonesa.

Depois de ter partido muito trás na grelha de partida e ter falhado a Q3, Andrea Dovizioso limitou ‘os danos’ e concluiu a corrida na quarta posição na melhor das Ducati oficiais, com Franco Morbidelli a fechar o top cinco na melhor das Petronas Yamaha.

Já Miguel Oliveira fez uma prova exemplar, ganhando lentamente posições, chegando mesmo a rodar no 13º posto, antes de perder um lugar, cortando a meta logo atrás de Johann Zarco, na segunda das KTM oficiais. Mais um bom punhado de pontos para aquela que foi apenas a terceira corrida de MotoGP da sua carreira.

Classificação final

1º Alex Rins (Suzuki) 41m45,499s

2º Valentino Rossi (Yamaha) + 0,462s

3º Jack Miller (Ducati) + 8,454s

4º Andrea Dovizioso (Ducati) + 9,420s

5º Franco Morbidelli (Yamaha) + 18,021s

6º Danilo Petrucci (Ducati) + 21,476s

7º Fabio Quartararo (Yamaha) + 26,111s

8º Pol Espargaro (KTM) + 29,743s

9º Francesco Bagnaia (Ducati) + 30,608s

10º Takaaki Nakagami (Hunda) + 31,011s

14º Miguel Oliveira (KTM) + 44,272s

Mais partilhadas da semana

Subir