Motociclismo

Aleix Espargaró satisfeito com a Aprilia

Apesar de ainda não estar ao nível de uma Ducati, Honda ou Yamaha, a Aprilia parece ter avançado com a sua RS GP para o MotoGP de 2019. Pelo menos essa é a opinião de Aleix Espargaró.

O espanhol percebeu melhor a forma como tripular a moto italiana depois dos testes oficiais realizados semana passada em Sepang, na Malásia.

Espargaró diz que a Aprilia de 2018 não foi uma boa moto, não percebendo porque a marca a concebeu, mas salienta que “a de 2019 é a evolução da de 2017, seguindo na mesma direção”, e salienta que gosta dela.

“Esta é a moto que esperava na época passada. Sinto-bem nela, especialmente em termos de posição de condução. Posso guiá-la de forma agressivo e quando monto pneus novos e lhe exijo estar no limite. E estar bem na moto é a primeira coisa que se quer, estando confortável. E a partir de agora podemos evoluir para algo melhor”, sublinha o espanhol.

Aleix Espararó refere também que à Aprilia falta mais ‘motor’: “O próximo passo para mim é conseguir mais potência, mas trabalhamos muito na eletrónica (em Sepang) e comparamos muita informação com Romano (Albesiano, engenheiro) sobre o meu estilo de condução e a aceleração. Penso que temos um bom chassis, mas quando vemos os tipos do top quatro com a Ducati a ter o motor mais forte da grelha, torna-se óbvio que no MotoGP precisamos de mais potência”.

Mais partilhadas da semana

Subir