Desporto

Alegado incumprimento fiscal custa 1,7 milhões a Fábio Coentrão, segue-se Ronaldo no dia 31

O processo aberto pelo fisco espanhol contra Fábio Coentrão, por suposta evasão fiscal relativa aos direitos de imagem, chegou hoje ao fim, depois do lateral do Real Madrid ter pago 1,7 milhões de euros. O ‘senhor que se segue’ será Cristiano Ronaldo, que tem audiência marcada para dia 31 de julho.

Refira-se que Fábio Coentrão não foi condenado: o Ministério Público espanhol acusou o internacional português de usar uma empresa offshore para não declarar os rendimentos provenientes dos direitos de imagem, mas não há qualquer deliberação judicial a confirmar que o jogador estaria em situação de incumprimento.

Ouvido hoje no Tribunal de Instrução de Pozuelo de Alarcón, em Madrid, Fábio Coentrão terá chegado a acordo com o fisco espanhol e, ao aceitar um pagamento de 1,7 milhões de euros, vê o processo cair, adianta o jornal As.

Uma resolução pacífica que o fisco espanhol deve propor também a Cristiano Ronaldo, que tem audiência marcada para 31 de julho.

O avançado do Real Madrid vai ser ouvido também sobre uma eventual evasão fiscal, com o Ministério Público a acusar CR7 de não declarar 14,7 milhões de euros referentes a direitos de imagem.

Mais partilhadas da semana

Subir