Desporto

Alegada vítima de Ronaldo em 2005 deixou hotel “feliz e entusiasmada”

A alegada vítima de abusos sexuais por parte de Cristiano Ronaldo, em 2005, considerou o jogador “amoroso” e deixou o hotel “feliz e entusiasmada”, referiu o motorista que a conduziu quando abandonou o espaço.

Enquanto o processo de violação a Kathryn Mayorga é disputado judicialmente, os advogados da norte-americana procuraram uma alegada vítima de abusos por parte de Ronaldo em 2005.

A notícia foi avançada este sábado, e o jornal britânico ‘The Sun’ obteve declarações de Vince Humphre, o motorista que levou a mulher quando esta abandonou o hotel onde esteve com o jogador.

“Ela disse que ele tinha um corpo incrível. Estava feliz e entusiasmada depois de deixar o quarto de hotel. Disse que ele era amoroso”, referiu.

“Uns dias depois ouvi dizer que ela disse à polícia que foi violada pelo Ronaldo. Fiquei em choque e perplexo”, acrescentou.

De acordo com a imprensa britânica, Ronaldo foi interrogado pelas autoridades horas mais tarde e o caso foi arquivado.

Recorde que os acontecimentos remontam a 2005, quando o jogador atuava em Inglaterra, ao serviço do Manchester United.

Este sábado, Ronaldo mostrou-se ‘indiferente’ à polémica e voltou a atuar pela Juventus, tendo apontado um belo golo na vitória sobre a Udinese (2-0).

Veja o vídeo.


Mais partilhadas da semana

Subir