Nas Notícias

Agosto foi o segundo mês mais quente dos últimos 15 anos

O mês de agosto em Portugal continental foi o segundo mais quente dos últimos 15 anos e teve o valor médio da temperatura máxima do ar mais alto desde 1931, segundo o Boletim Climatológico do IPMA.

O mês de agosto foi classificado como extremamente quente em relação à temperatura do ar e extremamente seco em relação à precipitação, de acordo com o resumo do Boletim Climatológico do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) disponível hoje.

“Este foi o segundo mês de agosto mais quente, depois de 2003. O valor médio da temperatura média foi de 24,50 graus Celsius, 2,35 graus acima do normal”, segundo o IPMA.

Já o valor médio da temperatura máxima do ar (32,41 graus Celsius) foi o mais alto desde 1931.

“De referir que os cinco maiores valores da média da temperatura máxima em agosto ocorreram depois de 2000: em 2018, 2003, 2016, 2010 e 2005”, segundo o relatório.

Também o valor da temperatura mínima (16,60 graus Celsius) foi 1,10 graus acima do normal.

Durante o mês de agosto, os valores da temperatura do ar estiveram quase sempre acima do normal exceto nos dias 08, 10, 28 e 29.

Os períodos mais quentes ocorreram entre 01 e 06 de agosto, 18 e 24 e 30 e 31.

O IPMA indica que o período entre 01 e 06 de agosto foi excecionalmente quente, destacando-se a persistência de valores muito altos da temperatura média do ar superiores a 30 graus e da temperatura máxima acima dos 40 (dias 02 a 04) e da mínima (acima dos 20 graus).

O dia 4 de agosto foi o dia mais quente do século XXI em Portugal continental.

No Boletim é também destacado que foram excedidos os extremos absolutos da temperatura máxima em mais de 40 por cento das estações e em cerca de 30 por cento destas foram ultrapassados os maiores valores da temperatura mínima.

Foi também nos primeiros dias de agosto que ocorreu uma onda de calor que abrangeu quase todo o território do continente, com exceção das regiões do litoral e parte do interior norte.

Os maiores valores da temperatura máxima foram registados em Alvega, no distrito de Santarém, (46,8 graus), Santarém (46,3), Alcácer do Sal, distrito de Setúbal, (46,2) e Coruche (Santarém) e Alvalade (Beja), com 46,1 graus.

Quanto aos maiores valores da temperatura mínima, foram registados no distrito de Portalegre e Proença-a-Nova, em Castelo Branco, com 30,7 graus, Portalegre cidade, com 30,5 e Castelo Branco e Lisboa com 29,5 e 29,3, respetivamente.

No que diz respeito à precipitação, o IPMA salienta que o mês de agosto foi o 3.º mais seco desde 2000.

Mais partilhadas da semana

Subir