Motores

Acidente de Luís Silva ‘enluta’ Rampa de Murça

O Campeonato de Portugal de Montanha JC Group teve o seu arranque ensombrado por um acidente que infelizmente vitimou mortalmente dois espetadores.

A tragédia ocorreu hoje cerca das 16h15, durante a segunda jornada da Rampa Porca de Murça, quando Luís Silva perdeu o controlo do seu BMW M3 atingindo um grupo de pessoas que assistia à prova transmontana.

Entre as pessoas atingidas registaram-se duas vítimas mortais, dois feridos graves e quatro feridos ligeiros, que um dos feridos é um bombeiro que prestava apoio à prova.

Obviamente que a prova – organizada pelo CAMI Motorsport com o apoio do município de Murça – foi de imediato suspensa e levou a uma tomada de posição da Associação Portuguesa de Pilotos de Automóveis de Montanha (APPAM).

“Na sequência do trágico acidente ocorrido hoje, durante a Rampa Porca de Murça, que enlutou toda a família da Montanha, a Direção da APPAM apresenta as sentidas condolências aos familiares das vítimas e endereça os votos de total e rápida recuperação aos feridos”, refere a APPAM em comunicado.

No documento a associação que representa os pilotos de Montanha expressa a sua “total solidariedade e apoio” ao seu “associado Luís Silva”, reiterando: “Gostaríamos ainda de enfatizar o nosso apreço pela rápida intervenção dos elementos da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Murça, dos soldados da Guarda Nacional Republicana, da equipa médica de intervenção à prova, dos elementos da Organização e do INEM”.

0Shares

Mais partilhadas da semana

Subir