Motores

Acidente com vários feridos nas 24 Horas de Fronteira

AcidenteFronteira115

Um acidente com vários feridos ocorreu este sábado no decorrer das 24 Horas TT de Fronteira, que se estão a realizar no terródromo daquela vila alentejana. Segundo a organização tudo terá acontecido depois de um despiste, que causou cinco feridos, três deles em estado grave.

O carro acidentado terá saído do percurso e caído numa ribeira, com as vítimas a serem socorridas de imediato pelo INEM, que tinha uma equipa no circuito.

“Inicialmente o que transpareceu era que o acidente era extremamente complicado e com muitas vítimas e mortos. Quando estas coisas acontecem, alguém sempre acrescenta mais um ponto”, começou por dizer o Dr. Pedro Barradas.

“Felizmente não aconteceu termos vítimas mortais. Tivemos três vítimas, uma ligeira, duas vítimas mais graves. Uma com traumatismo craniano que recuperou no local e outra com uma fratura de um membro inferior e da bacia”, refere aquele membro da organização (ACP Sport).

“Estas vítimas foram imediatamente estabilizadas pelas nossas equipas que tínhamos em permanência no terreno, como as outras equipas médicas que tínhamos ao nosso dispor e que fizemos logo avançar”, relata Pedro Barradas.

“Uma das vítimas inspirava cuidados ligeiros, não muito graves mas o suficiente para articularmos o helicópetro. E foi a nossa equipa médica que fez a evacuação articulada com o hospital de Portalegre. Falei logo com o médico ortopedista que estava de urgência”, refere ainda quele membro da organização.

Pedro Barradas acrescenta que as vítimas se encontram em observação “estão estabilizadas, fazem exames complementares, não inspiram grande cuidado, mas de qualquer maneira foram politraumatizados”.

Relativamente ao acidente, este representante refere que não se dá pelo público atravessar a pista, nem com a segurança da prova: “É um acidente numa reta, numa zona que costuma estar molhada mas estava seca. Não sei o que poderá ter acontecido. Um problema com o carro ou coisa do género. Ele galgou as duas vedações que ali existem e atingiu duas pessoas quatro ou cinco metros depois”.

Pedro Barradas diz que se trata de um azar, pois as pessoas estavam bem colocadas. “É um acidente. Faz parte dos desportos motorizados”, sublinha.

10Shares

Mais partilhadas da semana

Subir