Mundo

Abdicou de lugar em primeira classe para ajudar bebé

A história de Jason Kunselman tornou-se viral devido à sua gentileza. O engenheiro industrial ficou emocionado ao ver uma mãe a carregar uma máquina de oxigénio para o bebé, num voo até Filadélfia, e cedeu o seu lugar em primeira classe.

Kunselman é um engenheiro industrial de 46 anos que realiza várias viagens de avião por motivos profissionais.

Esta quinta-feira, quando estava na fila de um dos quatro voos que faz semanalmente, entre Orlando e Filadélfia, reparou em Kelsey Zwick e na filha de 11 meses, Lucy.

“Ela tinha uma máquina de oxigénio para a filha. Não podia colocá-la sobre a cabeça, portanto tinha de a carregar o tempo todo. Fiquei emocionado ao ver a menina com o seu oxigénio”, contou Jason ao Daily Mail.

A mãe viajava para o Hospital Infantil de Filadélfia para mais uma consulta de Lucy.

A pequena sofre de uma doença pulmonar crónica, resultado das complicações durante a gravidez. Lucy e a irmã gémea nasceram prematuras, com pouco mais de dois quilos. Passaram 100 e 86 dias internadas, respetivamente.

Jason Kunselman ficou emocionado pela família que, à primeira oportunidade, pediu para ceder o seu lugar.

“Perguntei à assistente de bordo se achava que a senhora com a bebé ficariam mais confortáveis no meu lugar. (…) Eu só queria que ela tivesse um voo melhor, com mais espaço”, conta.

As lágrimas que caíam do rosto de Kelsey deram lugar a um agradecimento nas redes sociais que se tornaram virais.

“Para o homem do 2D. Hoje [6 de dezembro] estava a viajar de Orlando para a Filadélfia. Eu não o conheço, mas calculo que nos tenha visto em algum sítio. (…) Nós entrámos no avião, aconchegámo-nos no nosso lugar à janela e fizemos piadas para os que nos rodeavam sobre terem que se sentar ao lado de um bebé aos gritos”, começa por escrever.

“A assistente de bordo veio e disse-me que o senhor estava à espera para trocar de lugar. Estava a dar-nos o seu confortável lugar na primeira classe”, pode ler-se.

A história mereceu mais de 428 mil partilhas e motivou um agradecimento da própria companhia aérea.

Kelsey espera que a filha cresça para perceber o gesto de Jason Kunselman.

Mais partilhadas da semana

Subir