Fórmula 1

A Renault deve recear a Haas

No entender de Romain Grosjean a Renault deverá recear a Haas na próxima temporada de Fórmula 1.

A marca francesa bateu por 29 pontos a norte-americana na disputa pelo quarto lugar no campeonato de construtores, numa batalha que também se jogou fora das pistas, com a Renault a protestar a rival devido ao fundo plano do carro de Grosjean.

O piloto acredita que o protesto mostrou que a Haas, que realizou apenas a sua terceira temporada de F1, assusta a Renault. “Não acho que tenha sido uma decisão muito desportista. Mas sim, nós assustamos-los, o que é bom. E devem mesmo ter medo de nós no futuro”, afirma Romain Grosjean.

Questionado se a Haas teria de progredir mais para bater a Renault, o piloto francês acredita que sim, e que há margem para isso: “Há algumas coisas a melhorar. Um exemplo é o facto de nós não fabricarmos as peças, por isso temos de construí-las noutro lado, o que às vezes demora demasiado tempo. Este é apenas um dos exemplos que posso dar, mas é talvez o maior”.

“Quando se levaria três dias na nossa equipa é preciso talvez três semanas. É como o fundo, que não tivemos tempo de mudar para Monza. Em termos de performance o exemplo dado é zero, mas não tivemos tempo para o fazer em Monza e a Renault jogou com isso”, enfatiza Grosjean.

Mais partilhadas da semana

Subir