Nas Notícias

“A pobreza nunca esteve ausente, mas a pandemia fez enormes estragos”, avisa bispo do Porto

“A fome é uma realidade”, alertou hoje o bispo do Porto, Manuel Linda, numa nota a assinalar o regresso das missas após o confinamento.

“A pandemia que vivemos e continua aguda em muitas partes do mundo deixou enormes situações de pobreza e debilitou ainda mais os que já eram débeis”, salientou o clérigo.

D. Manuel Linda pediu aos fiéis que aproveitem o desconfinamento para tentarem “corrigir aspetos que necessitam de humanização”, quer ao nível das relações familiares, quer nos planos social e económico.

“A pobreza nunca esteve ausente do nosso contexto social. Mas a situação que vivemos, além dos abalos na saúde e vida de tantos, fez enormes estragos, entre outros, na sustentabilidade financeira de muitas pessoas e de famílias inteiras”, insistiu.

Com o país em “emergência social”, cabe aos cristãos assumirem a liderança na resposta social.

“Esta pandemia da pobreza e das dificuldades de todo o género, ao contrário da virológica, não se combate com isolamento social, mas com a proximidade pessoal, afetiva e efetiva”, defendeu o bispo.

Na nota, D. Manuel Linda deu ainda “graças a Deus” pelo regresso das missas, mesmo que “em condições relativamente normais”.

O bispo do Porto volta a presidir à missa no próximo domingo, pelas 11h00, na Sé.

0Shares

Em destaque

Subir