Desporto

A explicação para a sala do VAR vazia no Valladolid-Real

O lance correu mundo e deixou os adeptos do futebol boquiabertos. Durante o jogo entre Valladolid e Real Madrid (que os merengues venceram por 4-1), o árbitro teve necessidade de recorrer ao VAR, num golo duvidoso, apontado pelo conjunto da casa.

A partida estava empatada sem golos, até que o Valladolid se adianta no marcador, com o avançado ligeiramente adiantado e em fora de jogo. O árbitro, Gil Manzano, parou o encontro e pede ajuda ao VAR.

A transmissão mostra o jogo parado, o juiz a aguardar indicações e a sala do videoárbitro, na Ciudad del Fútbol de Las Rozas. Acontece que essa sala estava vazia.

Porém, há uma justificação para o evento: tratou-se de um erro de transmissão televisiva. O operador mostrou uma sala errada, onde de facto não existia ninguém. Porém, em Espanha há diversas salas para o VAR, sendo que algumas delas ficam naturalmente vazias.

Gil Manzano estava a ser acompanhado pelo videoárbitro, ao contrário do que fez crer a transmissão. O lapso do realizador (inacreditável) gerou um fenómeno de estupefação, com a notícia a correr mundo.

Mais partilhadas da semana

Subir