Fórmula 1

“A equipa fez-me parar na altura certa” sublinha Max Verstappen

Embora fosse apontada como rival da Mercedes no Grande Prémio de Singapura, a Red Bull foi claramente a terceira força na prova da cidade-está do sudoeste asiático. Daí que a terceira posição tenha sido uma boa surpresa para Max Verstappen.

O holandês reconhece que a subida ao pódio e ter terminado à frente de Lewis Hamilton e Valtteri Bottas no Circuito de Marina Bay se deveu em grande parte à estratégia seguida pela sua equipa.

“A corrida acabou por nos correr bem”, reconheceu Verstappen, destacando: “Os carros estavam muito próximos uns dos outros. Sofri um pouco com os meus pneus mas Charles (Leclerc) tinha um ritmo muito conservador e a equipa fez-me parar na altura certa para me fazer regressar à frente de Lewis”.

Mas só metade do trabalho estava feito, como recorda também o piloto do Red Bull # 33: “Foi preciso preservar as borrachas até ao fim, o que foi mais complicado com a entrada dos ‘safety-car’. Este pódio satisfaz-me bastante, já que é sempre difícil ultrapassar neste traçado”.

Se Max Verstappen nunca esteve em posição de desafiar os pilotos da Ferrari, conseguiu terminar diante dos homens da Mercedes e preservar o seu terceiro lugar face ao líder do campeonato.

“Tive de atacar forte para resistir a Lewis e mantive-me a fundo até à bandeira de xadrez. Não foi, possivelmente o nosso melhor resultado, mas mesmo assim soube bastante bem. É verdade que vínhamos com as maiores ambições, mas foi bom tendo em vista o ritmo dos nossos adversário. Lewis colocou-me sob imensa pressão nas últimas voltas com os seus pneus em melhor estado, mas felizmente conseguir retê-lo”, remata o holandês.

Verstappen ocupa o quarto lugar do campeonato, em igualdade de pontos com Charles Leclerc, antes da disputa do Grande Prémio da Rússia, no próximo fim de semana em Sochi.

1Shares

Mais partilhadas da semana

Subir