Motores

A consagração de Ricardo Loureiro

Ricardo Loureiro foi à Rampa de Boticas vencer a competição destinada ao Campeonato de Portugal Clássicos de Montanha, concretizando assim o seu objetivo de ser Campeão da Divisão 6.

Logo desde o começo da prova da Demoporto que o piloto do Caramulo mostrou ao que ía, depois de ter conseguido o tempo de 3m08,458s no ‘warm-up’de sábado.

A marca de Ricardo Loureiro na primeira subida de treinos foi mais modesta, levando a sua equipa a procurar outras afinações para o Ford Escort MKII, falhando a segunda subida de treinos. O aperfeiçoamento do ‘set-up’ prosseguiu na primeira subida oficial, onde a sua marca voltou a piorar.

Com o fito de se concentrar na decisiva subida de prova, o piloto beirão não fez o ‘warm-up’ de domingo, consegundo na derradeira subida a marca de 3m10,033s, confirmando a sua vitória nos clássicos e o título da Divisão 6, bem como a 19ª posição absoluta.

Naturalmente que este resultado deixou Ricardo Loureiro e os seus apoiantes muito satisfeitos. “Vim para esta prova com algumas cautelas. Não fiz melhor pois tive dificuldade em obter o ‘set-up’ correto para esta rampa, e só o consegui fazer mesmo na última subida”, assumiu.

O piloto do Caramulo mostra-se contente por ter conseguido o resultado que desejava para esta derradeira prova da época: “O balanço do fim de semana é francamente positivo. Consegui atingir os objetivos pretendidos. Sou Campeão no Campeonato de Portugal Clássicos de Montanha, vencendo a categoria, por isso estou muito satisfeito”.

“Tenho de dedicar este título aos meus patrocinadores, sem os quais não seria possível por de pé este projeto. Não quero esquecer toda a minha família que me apoio, bem como a minha equipa de mecânicos e não esquecendo os fãs, que estiveram presentes em todas as provas”, remata Ricardo Loureiro.

Mais partilhadas da semana

Subir