Hoje é dia

25 de fevereiro, é abolida a escravatura no Império Português

A 25 de fevereiro, assinala-se o fim da escravatura em todo o Império Português, no ano de 1869. Também neste dia, em 1961, é assinado o contrato para a construção da ponte sobre o Tejo. E nasce Pierre-Auguste Renoir, pintor impressionista francês.

No dia em que o Papa Pio V excomunga a rainha Isabel I de Inglaterra, em 1570, é patenteado, em 1836, o primeiro revólver, pelo norte-americano Samuel Colt.

Também nos EUA, mas em 1870, Hiram Revels torna-se no primeiro negro a ser eleito para o Senado, pelo Partido Republicano, em representação do estado do Mississipi.

Igualmente a 25 de fevereiro, em 1942, Los Angeles vive um dia de guerra… virtual. Mais de cem mil pessoas avistam aparentes mísseis em direção à cidade, mas sem qualquer efeito.

As imagens não passam de uma ilusão de ótica, mas ganham um nome pomposo: a Batalha de Los Angeles.

O austríaco Adolf Hitler torna-se cidadão alemão em 1932.

E em 1947, Governo português decide pôr termo às restrições ao consumo de energia elétrica, que vigoravam desde a II Guerra Mundial.

Exatamente um ano mais tarde, na então denominada Checoslováquia, o Partido Comunista assume o poder, nos mesmos dia e ano em que Martin Luther King é ordenado e indicado pastor auxiliar na Igreja Batista de Atlanta.

A 25 de fevereiro, assinala-se o fim da escravatura em todo o Império Português, no ano de 1869.

Os primeiros Jogos Pan-Americanos ocorrem em Buenos Aires, Argentina, no dia 25 de fevereiro de 1951.

Dez anos depois é assinado o contrato para a construção da Ponte sobre o Tejo, em Lisboa, com a empresa United States Steel Export Company.

No ano de 1991, em plena Guerra do Golfo, um míssil scud iraquiano destrói uma base militar norte-americana, montada em Dharan, na Arábia Saudita. O incidente mata 28 marines norte-americanos.

Nasceram a 25 de fevereiro Pierre-Auguste Renoir, pintor impressionista francês (1841), Cesário Verde, poeta português (1855), Enrico Caruso, cantor lírico italiano (1873), Alfredo Marceneiro, fadista português (1891), António Damásio, neurologista e neurocientista português (1944), e José María Aznar, político espanhol (1953).

Morreram neste dia Leonor de Áustria, Rainha de Portugal e França (1558), Erik XIV, Rei da Suécia (1577), Alexander Du Toit, geólogo sul-africano (1948), e Tennessee Williams, dramaturgo norte-americano (1983).

Hoje assinala-se o Dia da Pátria no Kuweit.

Mais partilhadas da semana

Subir