Hoje é dia

2 de julho, a Literatura ganha Hesse, mas perde Hemingway e Sophia

Nasce Hermann Hesse, morrem Ernest Hemingway e Sophia de Mello Breyner. O dia 2 de julho recorda grandes nomes da Literatura. Também neste dia, morrem Nostradamus e D. Manuel II. É criada a primeira corporação de bombeiros no Brasil, o topo do Kilimanjaro acolhe a primeira mulher e mais de mil músicos pressionam, através desta arte, os países mais ricos do mundo a perdoar a dívida das nações mais pobres.

Grandes personalidades da Literatura mundial cruzam origens e destinos, neste dia 2 de julho, em que se assinala o nascimento de Hermann Hesse, escritor e poeta alemão, bem como as mortes de Ernest Hemingway, escritor norte-americano, e Sophia de Mello Breyner, poetisa portuguesa.

Além destes registos marcantes, 2 de julho reserva diversos eventos históricos. Em 1494, o Tratado de Tordesilhas é ratificado em Espanha e em 1698 Thomas Savery patenteia o primeiro motor a vapor. Já em 1856, é criada a primeira corporação de bombeiros no Brasil: o Corpo Provisório de Bombeiros da Corte.

Em 1927, uma mulher consegue escalar pela primeira vez o monte Kilimanjaro e em 1928 um decreto concede o voto sem restrições às mulheres no Reino Unido.

No ano de 1944, durante a II Guerra Mundial: a Alemanha Nazi lança os primeiros mísseis utilizados na história (os V-1), sobre a Inglaterra. O escritor americano Ernest Hemingway comete suicídio aos 62 anos, em 1961, em virtude de uma depressão que atravessava.

E em 1964, ocorrem nos EUA violentas manifestações dos negros de Nova Iorque, Nova Jérsia, Chicago e Filadélfia. No mesmo dia, o presidente Lyndon Johnson assina a Lei de Direitos Civis.

Madonna é impedida de se apresentar em Roma, a 2 de julho de 1990, em virtude do facto de a Igreja Católica considerar inadequado o uso de símbolos religiosos como o crucifixo.

A 2 de julho de 2005 assinala-se o início do concerto ‘Live 8’, que contou com a participação de mais de mil músicos. Objetivo: pressionar o G8 a perdoar a dívida externa dos países mais pobres do mundo.

Também neste dia, mas em 2008, a política franco-colombiana Ingrid Betancourt foi libertada pelas Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia), que mantinham Betancourt refém há seis anos.

Nasceram neste dia Christoph Willibald Gluck, compositor alemão (1714), William Henry Bragg, químico e físico britânico (1862), Hermann Hesse, escritor e poeta alemão, Nobel de Literatura (1877), René Lacoste, tenista e empresário francês (1904), Hans Bethe, físico norte-americano Nobel de Física (1906), Wisława Szymborska, escritora polaca e Nobel de Literatura (1923), Medgar Evers, ativista dos Direitos Humanos (1923), e Richard Axel, médico norte-americano e Nobel de Fisiologia e Medicina (1946).

Morreram a 2 de julho Nostradamus, astrólogo e matemático francês (1566), Vincenzo Galilei, compositor italiano (1591), Jean-Jacques Rousseau, filósofo franco-suíço (1778), e Samuel Hahnemann, físico alemão (1843).

Morreram ainda Giuseppe Garibaldi, unificador da Itália (1882), D. Manuel II, último Rei de Portugal (1932), Ernest Hemingway, escritor norte-americano, Nobel de Literatura (1961), James Stewart, ator norte-americano (1997), Sophia de Mello Breyner, poetisa e escritora portuguesa (2004), e Itamar Franco, ex-Presidente e senador brasileiro (2011).

Mais partilhadas da semana

Subir