Hoje é dia

18 de março, morre António Nobre, o poeta romântico

É dia 18 de março e assinala-se a morte do poeta António Nobre, em 1900, na cidade do Porto, onde nascera 33 anos antes. Influenciada por Almeida Garrett e Júlio Dinis, a poesia de Nobre é marcada pelo romantismo saudosista. Neste dia, lembra-se também Michael Schiavo, um ícone norte-americano que lutou pelo direito a morrer.

Hoje é dia de recordar António Nobre, o poeta ultrarromântico cuja escrita é marcada pelas influências de Garrett e Júlio Dinis. Apesar de morrer jovem, com apenas 33 anos, António Nobre deixou uma marca bem profunda na poesia portuguesa. ‘Só’, publicada em Paris em 1892, é a obra mais marcante da sua produção poética.

Nascera a 16 de agosto de 1867, na Foz do Douro. Morreu também na cidade do Porto, a 18 de março de 1900. Uma tuberculose tirou a vida ao poeta António Nobre, que travou uma luta persistente contra a doença.

A data de 18 de março é considerada, segundo Beda, o dia em que o mundo foi criado, em 3953 aC. Foi também neste dia, muitos anos mais tarde, em 1965, que o cosmonauta soviético Aleksei Leonov saiu da nave Voskhod 2, durante 12 minutos, tornando-se na primeira pessoa a caminhar no espaço.

Neste dia, em 2005, é retirada a sonda de suporte alimentar a Theresa Schindler-Schiavo, a pedido do marido. Este caso faz renascer a discussão sobre a eutanásia. Schiavo é considerada o ícone norte-americano do direito de morrer.

Sofreu aos 27 anos um ataque cardíaco, que lhe provocou uma grave e irreversível lesão cerebral. O marido, Michael Schiavo, lutou para que fosse satisfeita a vontade de Theresa, que queria que lhe fosse retirada a sonda.

E a 18 de março o seu desejo cumpriu-se, com a remoção da sonda, sendo que Theresa viria a morrer a 31 de março de 2005, depois de 14 dias de fome e sede.

Nasceram neste dia Maria Tudor, rainha francesa (1496), Friedrich Hebbel, escritor alemão (1813), Rudolf Diesel, inventor alemão (1858), Christer Fuglesang, primeiro astronauta sueco (1957), e Jerry Cantrell, músico norte-americano (1966).

Morreram a 18 de março Eduardo, o Mártir, rei inglês (978), Jacques de Molay, último Grão-Mestre da Ordem dos Templários (1314), e Ivan IV da Rússia (1584).

Morreram ainda Franz Kugler, escritor e historiador alemão (1858), António Nobre, poeta português (1900), Faruk I do Egito (1965), e Maude Farris-Luse, supercentenária norte-americana (2002).

17Shares

Mais partilhadas da semana

Subir