Microsoft

Windows 10 em processadores ARM e APPs x86 nos smartphones?

A Microsoft prepara-se para dar um grande salto nos dispositivos móveis e nos ultraportáteis. A Qualcomm – fabricante dos processadores mobile Snapdragon – vão unir esforços para adaptar o Windows 10 à arquitetura de processador ARM, a que equipa praticamente todos os smartphones.

A ideia é que todos os dispositivos possam correr o Windows 10, independentemente da arquitetura, e fazer com que as aplicações do Windows sejam executáveis de igual forma em todos deles.

Isto é um passo de gigante no poderoso ecossistema que a marca de Redmond está a construir, e vai de encontro ao que foi afirmado por executivos da marca, quando anunciaram a intenção de emular aplicações x86 para que as mesmas pudessem correr nos smartphones com o Windows 10 Mobile.

Se por um lado isto vai colmatar uma falha da Microsoft e do Windows 10 – que estava limitado nos smartphones às aplicações da loja – por outro pode trazer grandes dores de cabeça às fabricantes de processadores desktop, como a Intel e AMD.

Com os processadores da Qualcomm a poderem correr aplicações x86 é o mesmo que dizer que estes podem equipar computadores pessoais, como os ultraportáteis, e aqui abrir-se-ia um nova guerra entre os fabricantes de processadores para PCs.

Tendo em conta a eficiência energética dos mesmos (maior autonomia), Intel e AMD devem começar a repensar o mercado…? Talvez.

É certo que as aplicações x86 do Windows 10 irão correr nestes processadores por via de uma emulação, o que pode retirar algum desempenho à mesma. No entanto, e tendo em conta a atual leitura do mercado dos dispositivos, isto é um grande passo da Microsoft e um sinal para Apple e Google de que a marca está bem viva e atenta ao mercado.

Depois de bastante tempo a ‘testar’ o Windows Phone, parece que o atual CEO da Microsoft, Satya Nadella, vai levar, finalmente, a Microsoft para o caminho certo e há muito desejado, quer pela empresa quer pelos seus fãs: o mesmo sistema operativo em todos os dispositivos e a correr as mesmas aplicações.

Mais partilhadas da semana

Subir