Insólito

Vídeo: Reportagem bizarra da TVI24 sobre a greve nos comboios

Uma reportagem da TVI24 pretendia analisar os efeitos da greve no setor ferroviário e sentir o pulso dos utentes. Porém, o trabalho jornalístico, em direto, resultou num trabalho surreal, surpreendente, brilhante. E sem ironia. Veja o vídeo.

Era uma simples reportagem na estação do Rossio, em Lisboa, sobre a greve nos comboios e os transtornos provocados aos utentes.

O direto foi curioso. Começou com uma cidadã extremamente informada, que quis elevar o debate para outro patamar – passando pelos problemas sociais do país, o preço das propinas, as dificuldades dos estudantes.

A jornalista prossegue o seu trabalho e encontra um homem aparentemente alcoolizado, ou pelo menos alterado. A reportagem entra na esfera do protesto, com um comportamento inesperado do entrevistado, que pula e grita, a reclamar pelo seu desconto.

Seria o suficiente para classificar esta auscultação de surpreendente. Mas havia mais.

Depois de conversar com outras pessoas, e com o cidadão alterado ao fundo, a saltar e a cantar, a repórter da TVI depara-se com uma discussão entre um utente indignado e o sindicalista Arménio Carlos.

O utente indignado ouve, paciente. Até que fica farto do discurso “sem contraditório”.

Ao fundo, o homem alterado continua a cantar e a gritar, em protesto.

Até que Arménio Carlos se cala. O utilizador faz críticas aos sindicalistas.

“Eu sou suspeito para falar de sindicalistas, sabe porquê? Porque nunca defenderam direito nenhum meu”

Arménio Carlos é obrigado a ouvir o que não quer: quais os efeitos de uma greve nos utilizadores dos serviços. Quais os efeitos sociais. Os contratempos.

O sindicalista responde e explica as razões da greve. “Se você tivesse o seu posto de trabalho em risco, o que fazia?”, pergunta.

A resposta é deliciosa: “O que fazia?! Procurava outro!”

Abre-se então um novo capítulo com Arménio Carlos a falar dos capitalistas. E o interlocutor, operário, responde com uma verdade insofismável.

“Sabe que sem capitalistas também não há trabalhadores. Sabe disso?! O capitalista também é um empreendedor… Com as suas ideias marxistas e eu com as minhas ideias contra o marxismo claro que você foge! Claro!”.

E Arménio Carlos fugiu mesmo.

Veja o vídeo, neste link, a partir dos três minutos.

Mais partilhadas da semana

Subir