Mundo

Vídeo: Papa Francisco mostrou-se ao mundo há cinco anos

Há cinco anos, Jorge Mario Bergoglio deixava de ser apenas um Cardeal e assumia o mais importante cargo na cúpula da igreja Católica e passava a ser conhecido simplesmente por Papa Francisco, o primeiro pontífice do hemisfério sul, o Papa que veio do “fim do mundo”, tornando-se no 266.º da história do catolicismo. Ao longo de cinco anos, Francisco brindou o mundo com palavras e gestos que fazem dele um fenómeno de popularidade.

Rejeitou mordomias e regalias que lhe estavam reservadas, preferiu continuar a morar na  Casa de Santa Marta do que no luxuoso Palácio Apostólico, fazendo as suas refeições no meio dos outros, não quis ostentação, a sua cruz no crucifixo é de aço (tinha direito a uma em ouro) e até abdicou dos típicos sapatos vermelhos dos papas e continuou a usar os básicos que sempre usou.

Ao longo do pontificado, Francisco tem procurado uma abertura de diálogo da igreja Católica com outras religiões.

Mais que as suas palavras têm sido os seus gestos a conquistar o mundo, tornando-o um fenómeno.

Fenómeno é, de resto, a palavra que o papa emérito Bento XVI, que renunciou ao cargo, usa para descrever Francisco.

“Deus preparou um fenómeno”, chegou a dizer o alemão.

Ao longo dos anos, o Papa Francisco tem pedido uma igreja “mais aberta”, “mais tolerante” e “mais próxima dos pobres”.

A 13 de março de 2013 mostrou-se ao mundo.

Veja um resumo do que têm sido estes cinco anos de pontificado:


Mais partilhadas da semana

Subir