Europa

Vídeo: Padre católico italiano acusado de organizar orgias dentro da Igreja

Um padre católico italiano está a ser investigado por alegadamente ter organizado e acolhido orgias dentro da Igreja de São Lázaro, em Pádua.

Andrea Contin, de 48 anos, está a ser alvo de acusações de práticas imorais e violência psicológica. As queixas foram feitas por três paroquianas.

A imprensa italiana afirma que o padre manteve relações sexuais com 15 mulheres, através de sites de encontros e terá realizado férias luxuosas com as mulheres em destinos como Croácia, França e Áustria.

A polícia italiana encontrou e apreendeu vários vídeos com conteúdos de cariz sexual filmados no interior da Igreja, bem como brinquedos sexuais que estavam escondidos dentro de capas de cassetes com o nome de Papas católicos.

No início do verão um bispo foi avisado do que se estava a passar em Pádua, mas só quis alertar as autoridades após ter provas suficientes sobre a veracidade das acusações.

Uma das acusações foi feita por uma paroquiana de 49 anos, que assegura ter tido relações sexuais com o padre dentro da Igreja de São Lázaro.

“Inicialmente estranhei que ele tivesse sempre tantas mulheres à volta dele. Mas depois comecei a perceber porquê”, contou.

Foi publicada uma carta de uma das queixosas pelo jornal italiano Il Matino di Padova, onde alega ter mantido relações sexuais com Andrea Cotin.

“Tinha uma vida normal. Estava feliz e não procurava homens. Tinha uma criança, um emprego. Foi ele que me pressionou. Enviou-me avalanches de mensagens, uma enxurrada de telefonemas. Ele pressionou-me muito (…). Depois, disse-me que estava doente. Que atravessava uma crise. Mas continuava a mandar-me mensagens a dizer ‘só estou feliz quando estou contigo’”.

Após as acusações, o padre foi obrigado a abandonar o sacerdócio enquanto as investigações decorrem.

Veja o vídeo:


Patrocinado

Apps PT Jornal

Descarregar na App StoreDescarregar do Google Play

Newsletters PT Jornal

Selecione as newsletters

Mais partilhadas da semana

Subir
error: