Mundo

Mulher racista ataca no metro em Londres e acaba detida por ofensas agravadas

metro_racistaInsultos racistas de uma mulher inglesa, que chamou “preta” a uma cidadã britânica que viajava no mesmo metro, em Londres, acabaram divulgados no Youtube e chegaram à Autoridade Britânica de Transportes. Resultado: a mulher foi acabou detida, por ofensas racistas agravadas. Agrediu com palavras, com o filho ao colo e um discurso violento, que não pode ser traduzido.

Um metro em Londres, uma inglesa racista e uma mulher negra. Resultado? Um inenarrável diálogo com insultos racistas. “Porque não vão para os vossos países? Regresse para o sítio de onde veio. Você não é inglesa. É preta”, diz a mulher racista. O resto não deve ser traduzido e resume-se a mais de duas dezenas de palavrões.

O vídeo acabou divulgado no Youtube e levou a que a Autoridade Britânica de Transportes procedesse à detenção da mulher, que viajava com o filho ao colo. A história tem diversas personagens, entre as quais testemunhas que se envolvem na altercação. Mas só são visíveis algumas das personagens.

A mulher começa por se dizer rodeada de “pretos e polacos”, com um discurso muito agressivo. A vítima dos insultos acaba a pedir respeito e recebe mais insultos. “Regresse para a sua terra”, diz, provocando a fúria da maioria das pessoas.

“Você não é inglesa, é preta”, diz a mulher racista. A determinada altura, os próprios ingleses sentiram-se ofendidos pela atitude racista. E entraram na discussão. “Eu sou branca, eu sou inglesa. O que me tem a dizer?”, questiona.

O episódio termina com gritos e insultos mútuos e… pedidos de respeito. Veja as imagens

Mais partilhadas da semana

Subir