EUA

Vídeo: Morte em direto no Facebook pode estar relacionada com luta de gangues

A polícia de Chicago suspeita de que a morte transmitida pelo Facebook, num vídeo em direto, poderá estar relacionada com uma luta de gangues. O tiroteio, recorde-se, tirou a vida a um homem e a uma criança, de 2 anos. O vídeo estava a ser feito por uma mulher grávida, que ficou ferida. As imagens podem perturbar as pessoas mais sensíveis.

Um homem e um menino de 2 anos perderam a vida num ataque a tiro, no momento em que uma mulher grávida conduzia um automóvel.

As autoridades suspeitam de que o ataque se tenha devido a uma luta de gangues. A mulher que filmou o tiroteio ficou ferida, mas não corre risco de vida, assim como o feto.

O crime foi transmitido num vídeo em direto no Facebook. É mais um caso de morte que é emitido sem filtros, nas redes sociais.

A comunidade local manifestou-se revoltada com o crime. Apesar de tudo, ainda não foram feitas quaisquer detenções.

As imagens são perturbadoras.


Patrocinado

Apps PT Jornal

Descarregar na App StoreDescarregar do Google Play

Newsletters PT Jornal

Selecione as newsletters

Mais partilhadas da semana

Subir