Nas Notícias

Vídeo: Jornalista ignora detenção em direto e… faz-nos pensar

Uma jornalista australiana fazia uma reportagem em direto e não reparou que nas suas costas ocorria uma violenta detenção de um ladrão, em direto. Jayde Cotid preferiu dar as boas notícias, que a tinham levado ao local. Mas… será que não reparou na detenção? Uma reportagem que dá que pensar. Veja o vídeo.

A detenção ocorreu enquanto dezenas de agentes de polícia – envolvidos nas buscas de uma criança de 5 anos desaparecida – estavam no local.

Foi esse desaparecimento que provocou a reportagem em direto de Jayde Cotid. A jornalista da TenNews dava boas notícias: a menina tinha sido encontrada e apresentava ferimentos ligeiros.

E por esse motivo foi com um sorriso no rosto que a repórter falou para as câmaras.

Encerra-se o direto, enquanto nas costas de Jayde ocorre a detenção de um ladrão, suspeito de furto.

A confusão instala-se, ouvem-se gritos e vê-se, nas costas da jornalistas, as movimentações das forças de segurança, a proceder à detenção.

O vídeo foi parar às redes sociais. E tornou-se viral, com Jayde Cotid a merecer comentários que a acusavam de “mau profissionalismo”.

Porém, será mesmo mau profissionalismo? São com certeza critérios editoriais, porque uma detenção de um criminoso é menos relevante do que a comunicação de boas notícias sobre uma criança desaparecida (e encontrada bem).

Mais: o repórter de imagem e a pivô no estúdio poderiam alertar Jayde para o que ocorria nas suas costas. Preferiram ignorar aquela detenção, o que merece ser elogiado.

Não, Jayde não se distraiu. Tomou a decisão de noticiar factos relevantes. Critérios editoriais, sempre discutíveis, mas uma bela manifestação de que há eventos tão pequenos que nem merecem ser notícia, quando comparados com outros eventos maiores.

Veja a reportagem:

Journalist ignores detention of a thief during… by pttv

Receba esta e outras notícias virais no seu e-mail todos os dias!


Patrocinado

Newsletters PT Jornal

O que quer receber?

Mais partilhadas da semana

Subir
error: