Desporto

Vídeo: Jogo de futebol deu vida à cidade russa cercada pelas tropas nazis

A cidade de Sampetersburgo, onde Portugal vai jogar com a Nova Zelândia para a Taça das Confederações, foi apelidada pelos nazis, no auge da II Guerra Mundial, como “A cidade dos mortos”. Os populares, a agonizar de fome perante o cerco nazi, jogaram futebol para provar que ainda estavam vivos.

O episódio de 1942 está a ser recordado agora que a Rússia organiza a Taça das Confederações, que tem como uma das sedes a antiga cidade soviética de Leningrado.

Entre 8 de setembro de 1941 e 27 de janeiro de 1944, a Alemanha nazi montou cerco a Leningrado (atual Sampetersburgo), a chave para a conquista do báltico soviético e do bastião que assegurava 11 por cento da produção industrial (leia-se militar) do ex-aliado.

As ordens de Hitler eram claras: capturar a cidade a qualquer custo. Mas os russos resistiam, mesmo sem ter o que comer. Com rações de 500 gramas de pão para os trabalhadores e 250 gramas para o resto das pessoas, a cidade tentava resistir.

Em 1942, os nazis apelidavam Leningrado como “A cidade dos mortos”. Como resposta, os soviéticos organizaram… um jogo de futebol.

Setenta e cinco anos antes da Taça das Confederações, o povo saiu à rua da cidade sitiada para “o jogo dos vivos”. Apesar da fome, como recorda um dos participantes, Anatoly Mishuk: “Um dos jogadores nem sequer conseguiu entrar em campo”.

Um jogo em ‘slow motion’ que devolveu um pouco de Humanidade e sentido de vida à “cidade dos mortos”, nesse dia 31 de maio de 1942.

Passados 75 anos, a cidade vai receber um jogo de Portugal: a 24 de junho, a Seleção Nacional defronta a Nova Zelândia, para a Taça das Confederações.


Patrocinado

Apps PT Jornal

Descarregar na App StoreDescarregar do Google Play

Newsletters PT Jornal

Selecione as newsletters

Mais partilhadas da semana

Subir