Mundo

Vídeo compromete Putin e Rússia Unida: Chefe de mesa cria falsos votos

eleicoes_russia_fraudeNo rescaldo da vitória do partido de Vladimir Putin, Rússia Unida, com manifestações contra alegadas fraudes nas eleições legislativas da Rússia, um chefe de mesa de voto, em Moscovo, foi apanhado a preencher boletins, enquanto outros cidadãos exercem o dever cívico. A cena foi gravada em vídeo. Veja as imagens.

Assim que é apanhado, o ‘criador de votos’ esconde a prova do crime. Tenta demonstrar a sua inocência, mostrando todos os documentos que tem, exceto umas dezenas de boletins de voto, bem segura com muito zelo… Estaria a preencher votos para o partido Rússia Unida, de Medvedev e Putin, que é acusado de irregularidades.

Um cidadão gravou a cena – exibida numa altura em que decorrem manifestações contra a manipulação eleitoral – e confrontou o suspeito de corrupção nas eleições da Rússia. “Está aqui gravado. Você estava a preencher documentos eleitorais”, disse-lhe o ativista que filmou a cena.

“Há observadores da mesa de voto 2501? Venham cá, por favor. Está a decorrer uma violação. O chefe da mesa está a preencher votos”, acusa o cidadão. “Não estou nada”, responde o chefe da mesa.

No entanto, o cidadão reitera: “Tenho provas. Está tudo gravado”. A seguir, o chefe da mesa mostra alguns boletins e é convidado a entregar todos. “Não tenho mais nenhum”, diz o suspeito da prática da irregularidade.

A verdade é que havia mais documentos escondidos, que o chefe da mesa tentou esconder. Recorde-se que há suspeitas de irregularidades nas eleições na Rússia, ganhas pelo partido de Medvedev e Putin, mas com o fantasma de falsos votos.

“O partido ‘Rússia Unida’, liderado por Medvedev e Putin, cospe sobre a vontade dos cidadãos, falsificando os resultados eleitorais – um crime contra o povo da Rússia”, refere a nota do vídeo. A falsificação de documentos eleitorais é um crime e é punível com multa ou prisão por um período de quatro anos.

Os EUA já manifestaram “preocupação” sobre as alegadas fraudes nas eleições russas. O partido de Putin perdeu 77 deputados, mas manteve a maioria na Duma, segundo os resultados da comissão eleitoral.

Veja as imagens

Mais partilhadas da semana

Subir